Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019 Fale Conosco Redação: (45) 9.9800-7080

Aprovada obrigação de “Ficha Limpa” para cargos comissionados em Marechal Rondon

Marechal Cândido Rondon | 22/06/2019 | 00:45 |
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
O Poder Legislativo de Marechal Cândido Rondon aprovou em definitivo, na sessão de ontem (17), o projeto de lei 08/2019, do vereador Arion Nasihgil, que institui a exigência de “Ficha Limpa” dos nomeados em cargos de provimento em comissão na administração direta e indireta do Executivo Municipal e também na Câmara de Vereadores.

De acordo com Arion, isso significa que ficarão impedidos de ocupar cargos comissionados pessoas condenadas em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado. O impedimento terá tempo de duração desde a condenação, até oito anos após o integral cumprimento da pena.

O texto aprovado prevê a mesma restrição para aqueles que forem detentores de mandatos e que renunciarem desde o oferecimento de representação ou petição capaz de autorizar a abertura de processo.

Arion explica que caberá aos Poderes Executivo e Legislativo fiscalizar se a pessoa a ser nomeada infringe ou não a “Ficha Limpa Municipal”. A autoridade que não tomar as providências cabíveis ou frustrar a aplicação desta lei também cometerá infração e poderá ser responsabilizada.
Da mesma forma, aquele a ser nomeado ao cargo em comissão, obrigatoriamente, deverá declarar por escrito, sob as penas da lei, que não se enquadra nas vedações impostas.
O autor do projeto aprovado explica que, desde 2010, a “Lei da Ficha Limpa” já assegura a inelegibilidade de políticos considerados corruptos.

“Para prosseguir na necessária tarefa de limpar os quadros do funcionalismo público de pessoas que maculam a credibilidade do Poder Público é que foi aprovado este projeto de lei no âmbito municipal, abarcando não apenas os agentes políticos, mas também os que os auxiliam, exercendo funções de provimento em comissão”, justifica Arion.

O texto segue agora para sanção do Poder Executivo Municipal e publicação em Diário Oficial para ter validade de lei.
PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL
Siga nosso Insta e veja notícias em tempo real.