Segunda-Feira, 10 de Dezembro de 2018

Economia brasileira e perspectivas para Marechal Cândido Rondon é tema de palestra na Acimacar

O professor, um dos responsáveis pela elaboração e estudo do Fórum de Desenvolvimento 2035, fez um paralelo do momento atual do país comparado à Marechal

Marechal Cândido Rondon

| 22/02/2018 | 10:18 | Assessoria
Economia brasileira e perspectivas para Marechal Cândido Rondon é  tema de palestra na Acimacar | Marechal Cândido Rondon
| Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Nesta terça-feira (20), a diretoria da Associação Comercial e Empresarial de Marechal Cândido Rondon (Acimacar) e alguns convidados participaram da palestra ‘A Economia Brasileira e o município de Marechal Cândido Rondon’, conduzida pelo doutor em Desenvolvimento Regional e professor da Universidade Oeste Paranaense, Jandir Ferrera de Lima. 

O professor, um dos responsáveis pela elaboração e estudo do Fórum de Desenvolvimento 2035, fez um paralelo do momento atual do país comparado à Marechal, mostrando algumas alternativas que devem ser pensadas para a continuidade do crescimento na cidade. 

Jandir ressaltou que o Brasil enfrenta alguns problemas estruturais que não foram resolvidos em outras oportunidades culminando em uma crise econômica junto à política, em que gastos elevados e falta de gestão prejudicaram os estados, como por exemplo, as dificuldades enfrentadas no Rio de Janeiro. 

Contudo, ele afirma que este é o momento do interior do país e do Paraná, especificamente, apoiar-se no agronegócio que é a maior força do estado, mas também avançar no modelo produtivo buscando diversificação e um desenvolvimento sustentável, a chamada economia atrativa. 

O professor destaca algumas características positivas de Marechal como o sentimento de pertencimento em que os cidadãos preocupam-se com a cidade, o cooperativismo associativo, o empreendedorismo e a solidariedade somada à inovação. 

Ele afirma que é preciso criar atrativos para que os jovens permaneçam na cidade e também sintam-se atraídos em permanecer, combatendo assim, a alta taxa de envelhecimento do interior e aponta que uma das saídas é a tecnologia. 

“A economia de Marechal consome muitos recursos naturais e é preciso criar alternativas para poder investir em tecnologia da informação, setor metalomecânico e turismo, três eixos a serem mais explorados e de potencial. Há uma carência de turismo na região, é preciso aproveitar as janelas de oportunidade”, diz. 

Nesse contexto, Jandir citou a importância dos Núcleos Setoriais da Acimacar para discutirem e trabalharem em conjunto pelo desenvolvimento dos setores. 

“É sempre importante ouvirmos pessoas de conhecimento elevado que podem nos dar mais visão. Hoje, ele nos mostrou quantas oportunidades temos, por exemplo, que é possível produzir aqui alguns produtos que importamos. Temos que agregar mais valor aos nossos produtos e serviços e a Acimacar quer auxiliar no que for necessário, inclusive através dos Núcleos. Nosso desafio é atrair mais associados e o desafio dos empreendedores e da sociedade é se engajarem nesse movimento”, pontua o presidente da Acimacar, Gerson Jair Froehner.


Quer receber as notícias mais importantes de Marechal no WhatsApp? Clique aqui

EM DESTAQUE
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
ENTRETENIMENTO E VARIEDADES
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL