Sexta-Feira, 19 de Julho de 2019 Fale Conosco Redação: (45) 9.9800-7080

Grêmio derrota o Libertad e só depende de si para ir às oitavas da Libertadores

Futebol | 24/04/2019 | 08:16 |
| Fotos: Fotos: Lucas Uebel | Grêmio FBPA |
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Grêmio derrotou o Libertad, por 2 a 0, nesta terça-feira, no Estádio Defensores Del Chaco, em Assunção, no Paraguai, pela quinta rodada da fase de grupos da Copa Libertadores. Assim, chegará para o seu último compromisso nesta etapa da competição só dependendo das suas forças para avançar às oitavas de final. O atacante Everton marcou os dois gols da partida.

Com o resultado, o time do técnico Renato Gaúcho assumiu a vice-liderança do Grupo H, com sete pontos, contra 12 da equipe paraguaia. A Universidad Católica soma seis, enquanto o Rosario Central só tem um. Nesta quarta-feira, as duas equipes se enfrentam na Argentina.

Campeão em 2017 e semifinalista em 2018, o Grêmio vai decidir com a Universidad Católica, em 8 de maio, em Porto Alegre, o segundo lugar na chave, que garantirá uma vaga nas oitavas de final da principal competição sul-americana.

O JOGO - O Grêmio começou o duelo com a iniciativa do ataque e valorizando a posse de bola. As melhores jogadas surgiram pelo lado esquerdo com Cortez e Everton. Apesar do domínio, o time de Renato Gaúcho não incomodava o goleiro Martín Silva. O Libertad foi mais objetivo. Toda vez que ia ao ataque levou perigo para Paulo Victor. Foi assim com Bareiro, Espinoza e Riveros.

Mas o talento sempre desequilibra. Aos 28 minutos, Alisson tocou para Everton no meio da zaga paraguaia. Com dois cortes secos, o atacante ficou livre e bateu sem defesa para o ex-goleiro do Vasco: 1 a 0 para o Grêmio.

Em desvantagem, o Libertad foi ao ataque e os espaços surgiram em seu setor defensivo. O Grêmio aproveitou e só não aumentou a vantagem por causa de boas defesas de Martín Silva. Uma vez com Jean Pyerre e outra com Everton, o melhor da primeira etapa.

O Grêmio voltou recuado no segundo tempo, apostando nos contra-ataques. O Libertad passou a dominar as ações, a bela atuação da dupla de zaga formada por Geromel e Kannemann garantia a segurança de Paulo Victor. Mais uma vez a individualidade quase definiu a fatura gremista, aos 26 minutos. Jean Pyerre passou por dois zagueiros e tentou encobrir Martín Silva, mas a bola bateu no travessão.

O Libertad aumentou a pressão. Geromel e Paulo Victor tiveram de entrar em ação. No contra-ataque, Diego Tardelli, que entrou no lugar de André, também forçou Martín Silva a fazer mais uma bela defesa. Mas, aos 36, Cardozo esbanjou categoria para deixar Recalde livre para empatar. Paulo Victor, de forma sensacional, mandou para escanteio.

E se o Libertad perdeu essa chance, o Grêmio, não. Aos 38, Pepê, que substituiu Alisson, puxou o contra-ataque e tocou para Everton. Incansável, o atacante partiu para cima da zaga paraguaia, passou por dois rivais e bateu sem defesa para Martín Silva: 2 a 0.

O fim do jogo ainda reservou mais emoções. Paulo Victor voltou a brilhar em cabeceio de Recalde e Pepê só não teve grande chance de fazer o terceiro gol do Grêmio por causa do erro da arbitragem, ao marcar impedimento. Para fechar, mais uma bela defesa de Martín Silva em chute longo de Jean Pyerre. O Grêmio está mais vivo do que nunca na Libertadores.


PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL
Participe do nosso grupo no WhatsApp