Segunda-Feira, 25 de Junho de 2018

Homem é preso com quase 30 cartões de crédito em nomes de terceiros em Londrina

Ele trabalhava em uma loja, pegava os dados dos clientes, solicitava um novo cartão e mudava o endereço

Londrina

| 13/03/2018 | 09:16 | Bonde News
Homem é preso com quase 30 cartões de crédito em nomes de terceiros em Londrina | Londrina
| Foto: Catve
RECOMENDAMOS
Um homem foi preso e encaminhado ao 1º Distrito Policial de Londrina, nesta segunda-feira (12), com quase 30 cartões de crédito em nomes de terceiros. Conforme o delegado Edgard Soriani, o homem trabalhava em lojas de departamento, onde tinha acesso aos dados de clientes. "Ele perguntava aos clientes se gostariam de renovar o cartão, anotava os melhores clientes, passava a um comparsa pela internet, que realizava pedidos de cartões aos bancos com os dados dos clientes. O indivíduo só mudava o endereço para que fossem entregues à residência dele."

Segundo Edgard, a polícia foi ao endereço de entrega das correspondências, mas já havia sido mudado. "No entanto, descobrimos o endereço atual e o encontramos com cartões feitos com dados de diversas vítimas, além de documentos como CPF, RG e Título de Eleitor. Ele foi conduzido à delegacia e confessou que usava os cartões. Além disso, disse que era coagido pelo comparsa. Mas ele também fez gastos pessoais com os cartões." Uma das vítimas já havia aberto um boletim de ocorrência no 1º Distrito Policial afirmando que haviam comprado um i-Phone no nome dela. Outro senhor também compareceu à delegacia afirmando que percebeu gastos sendo feitos em seu nome.

"Apesar da materialidade e autoria dos fatos comprovadas, ele não estava em flagrante delito no momento da abordagem, sendo assim, o mesmo foi interrogado sobre os fatos e liberado, contudo, ele irá responder a inquérito policial pelo delito de estelionato, procedimento que posteriormente será enviado à Justiça para o oferecimento de denúncia pelo representante do Ministério Público", pontuou Edgard Soriani.

Outros casos

Em fevereiro deste ano, a reportagem teve acesso a uma postagem em um grupo no Facebook dizendo "Compre um cartão de crédito por R$ 200 com limite de R$ 1 mil para usar em até 30 dias". Na ocasião, a reportagem conversou com o dono da publicação, que explicou como a prática funciona. Também em entrevista, o delegado Edgard Soriani afirmou já ter investigado casos como esses.

"Eles conseguem obter os dados bancários das pessoas por meio de sites fantasmas que infectam computadores com algum malware e vendem para as pessoas fazerem compras. Muitas vezes, eles não sabem quanto tem de dinheiro. Existem grupos específicos para fraude. E é importante lembrar que quem compra um cartão como este está sendo conivente e pode responder por estelionato."

Outra forma que podem utilizar para conseguir esses cartões é solicitando em estabelecimentos como supermercados ou lojas de departamentos, informando dados de um terceiro, entre outras possibilidades. Para se proteger, o delegado ressaltou que é importante fazer compras online somente em sites considerados seguros. E, claro, ficar sempre atento às páginas quando for realizar algum pagamento na internet, pois algum vírus pode duplicar a página virtual e o pagamento pode ser feito aos fraudadores.
EM DESTAQUE
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Há 1 dia | FIQUE POR DENTRO!
ENTRETENIMENTO E VARIEDADES