Quarta-Feira, 17 de Janeiro de 2018

Jovem nova-santa-rosense pode ter sido alvejado por motivo fútil

Segundo informações, o atirador revelou em depoimento que a vítima do tiro não era seu desafeto e que foi baleada pelo fato de estar acompanhada do inimigo.

Nova Santa Rosa

| 08/04/2017 | 10:01 | O Presente
Jovem nova-santa-rosense pode ter sido alvejado por motivo fútil | Nova Santa Rosa
O atirador foi liberado após prestar depoimento por não ter sido enquadrado em flagrante. | Foto: Catve

Os investigadores da Delegacia de Polícia Civil de Marechal Cândido Rondon desenvolvem trabalhos que visam esclarecer o crime cometido contra o jovem Júlio César Thomas, de 20 anos, morador do município de Nova Santa Rosa. Thomas foi alvejado com um tiro na cabeça na segunda-feira (03), transferido a hospitais da região, mas teve morte cerebral confirmada na noite de terça-feira (04). A família autorizou a doação de órgãos.

Em entrevista, o delegado de Polícia Civil de Marechal Rondon, Diego Valim, confirmou que o autor do disparo e seu comparsa são moradores do distrito de Novo Sarandi, no município de Toledo. Um rapaz de 22 anos confessou o crime.

Conforme o delegado, o nova-santa-rosense Júlio César Thomas teria sido alvejado por motivo fútil e, segundo ele, é dessa forma que o crime deve ser enquadrado. Questionado sobre o crime, o jovem de 22 anos justificou que estava sendo ameaçado por um indivíduo e que por isso comprou um revólver na periferia de Guaíra.

Segundo informações, o atirador revelou em depoimento que a vítima do tiro não era seu desafeto e que foi baleada pelo fato de estar acompanhada do inimigo. O jovem procurou defender o condutor do veículo Santana de qualquer responsabilidade, assumiu sozinho o crime e disse que o amigo de nada sabia. O atirador foi liberado após prestar depoimento por não ter sido enquadrado em flagrante.

VEJA MAIS SOBRE Nova Santa Rosa
EM DESTAQUE
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
ENTRETENIMENTO E VARIEDADES