Sexta-Feira, 18 de Janeiro de 2019

Jovem surda relata preconceito sofrido por taxistas do Marco das Três Fronteiras

Foz do Iguaçu

| 10/01/2019 | 15:45 | Catve
Jovem surda relata preconceito sofrido por taxistas do Marco das Três Fronteiras | Foz do Iguaçu
PUBLICIDADE
Um caso de preconceito foi exposto em um grupo de reclamações em Foz do Iguaçu, na última quarta-feira (9).

A mulher surda relatou ter sofrido preconceito por parte de taxistas do Marco das Três Fronteiras.

No relato, a moça estaria com uma amiga estrangeira, também surda, e perceberam que o local não tinha sinal de telegone. Quando decidiram ir para casa, pediram corridas para os taxistas por meio de mensagem no celular, para facilitar a comunicação.

De acordo com a postagem, os taxistas riram e recusavam a corrida, mesmo após ver o dinheiro da moça, e pediam para que ela fosse para outro carro.

A jovem pediu então ajuda para um guarda do local, que ordenou que algum motorista realizasse a corrida.

"Isso é uma vergonha, preconceito com os surdos... Não pedi esmolas, eu queria pagar pela corrida", desabafou a moça na postagem.

Na mesma postagem, um taxista que estaria no local relatou sua versão dos fatos. Segundo o homem, a moça se recusou a pagar o preço de corrida de táxi, e então teria tentado rede no celular para tentar o serviço de corridas particulares.

Após não conseguir internet, a jovem pediu ajuda ao guarda para pegar um taxi, e após isso, teria conseguido uma corrida.

Até o momento, o Sindtaxi de Foz do Iguaçu não atendeu as ligações da equipe da CATVE para dar um parecer do ocorrido.

A postagem gerou polêmica no grupo, com mais de 1.700 curtidas, e 346 comentários.


Quer receber as notícias mais importantes de Marechal no WhatsApp? Clique aqui

EM DESTAQUE
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Há 3 horas | Brasil
ENTRETENIMENTO E VARIEDADES
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL