Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019 Fale Conosco Redação: (45) 9.9801-2350

Justiça bloqueia cerca de R$ 2 bilhões de concessionárias de pedágio

Paraná | 23/03/2019 | 13:06 |
| Fotos: Divulgação |
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O juiz Paulo Sergio Ribeiro, da 23ª Vara Federal de Curitiba, determinou o bloqueio de ativos financeiros que podem chegar a R$ 2 bilhões de cinco das seis concessionárias de pedágio responsáveis pelo Anel da Integração do Paraná. Os diretores e ex-diretores das empresas também tiveram bens bloqueados.

O despacho aconteceu nesta quarta semana de março e integra ações da Operação Integração, 48ª e 49ª fases da Lava Jato. Devem cumprir a determinação as concessionárias Viapar (sede em Maringá), Caminhos do Paraná (sede em Irati), Econorte (Grupo Triunfo – sede em Londrina), Ecocataratas (sede em Cascavel) e Ecovia (sede em Curitiba).

A CCR Rodonorte não teve bloqueios determinados nas quatro decisões. A concessionária fechou acordo de leniência com Ministério Público Federal (MPF) que prevê pagamento de multa de R$ 750 milhões.

Além do bloqueio de ativos, o juiz também determinou a indisponibilidade de bens imóveis e a constrição de veículos para garantir eventuais pagamentos.

Presos na Operação Integração I, 48ª fase da Lava Jato, que teve como foco irregularidades na Econorte, o ex-diretor do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) Nelson Leal Júnior e o ex-diretor da Econorte Hélio Ogama assinaram acordos de delação premiada que respaldaram a segunda fase da operação, já desmembrada dos demais casos da 13ª Vara Federal de Curitiba.

Segundo os delatores, executivos das concessionárias do Anel da Integração pagaram propina a políticos e servidores para elaboração de aditivos de contratos das concessões por meio da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR). Conforme o MPF, isso tornou os pedágios até 50% mais caros no Estado.

(Com informações de Bem Paraná)

PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL
Siga nosso Insta e veja notícias em tempo real.