Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019 Fale Conosco Redação: (45) 9.9801-2350

Mãe diz que matou recém-nascido afogado em açude por acreditar que ele era HIV positivo

Itaquiraí | 10/01/2019 | 16:20 |
| Fotos: CORREIO DO ESTADO. |
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Uma mulher de 25 anos é suspeita de ter matado o filho recém-nascido afogado por acreditar que ele era HIV positivo. Em depoimento ontem, ela afirmou ser soropostiva e confessou que jogou a criança em açude na propriedade rural do pai dela, localizada no assentamento Aliança, região do município de Itaquiraí (MS). O corpo foi encontrado, ainda com cordão umbilical, no último dia 17 de dezembro.

De acordo com o site Ta Na Mídia Naviraí, o caso é investigado pelo delegado Edson Ruiz Ubeda. Após descoberta do crime, investigadores conseguiram identificar e prender a mulher que poderia ser mãe da criança. Ela foi encaminhada à Delegacia de Polícia Civil e, ao apresentar sua versão da história, informou que vive com HIV e que o vírus havia contaminado o bebê, por isso o matou.

Logo em seguida ao parto, ela jogou o recém-nascido no açude. No dia 17 de dezembro, o pai dela, foi ao pasto buscar vacas leiteiras para ordenha e percebeu algo estranho no local em que os animais bebiam água. Ao se aproximar, viu o que parecia ser o corpo de um bebê e chamou um vizinho para confirmar. Eles então tiveram certeza de que era um corpo e então chamaram a polícia.

A suspeita é de que a criança já estivesse morta há cerca de 100 horas. A suspeita responde por homicídio qualificado por motivo torpe. Ainda segundo o site Ta Na Mídia Naviraí, o delegado não concluiu o inquérito e aguarda resultado de laudos periciais antes de relatar os fatos à justiça.

PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL