Quarta-Feira, 18 de Setembro de 2019 Fale Conosco Redação: (45) 9.9801-2350

Mortes por terrorismo caem em 2017, mas ataques da extrema-direita aumentam, diz estudo

Mundo | 05/12/2018 | 13:21 |
| Fotos: Sabah Arar / AFP Photo |
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

As mortes provocadas pelo terrorismo diminuíram 27% em todo o mundo em 2017, indicou o relatório do Índice de Terrorismo Global de 2018 divulgado nesta quarta-feira (5).

Por outro lado, o Instituto de Economia e Paz, que tem escritórios em vários países do mundo, considerou uma “preocupação crescente” o aumento dos atos terroristas de extrema direita na Europa Ocidental e na América do Norte.

Em 2017, 67 países tiveram pelo menos uma morte por terrorismo. O índice, que leva em consideração dados coletados em 163 países, indica que 96 deles tiveram uma melhora nas estatísticas e 46 tiveram declínios.

As mortes atribuídas ao Estado Islâmico tiveram uma queda de 52% embora ele tenha se mantido como grupo terrorista mais letal do mundo em 2017.

O Iraque, onde o grupo continua perdendo território, e a Síria registraram o declínio mais notável no número de mortes devido ao terrorismo. O Iraque teve 5 mil mortes a menos enquanto a Síria teve 1.000.

Apesar da queda, essas duas nações seguem entre as 10 mais afetadas pelo terrorismo, juntamente com Afeganistão, Nigéria, Somália, Paquistão, Egito, Congo, República Centro-Africana e Índia.

Extrema direita

O relatório também constatou que a Europa Ocidental e na América do Norte registrou, entre 2013 e 2017, 127 ataques feitos por grupos e indivíduos de extrema direita que deixaram 66 mortos. De acordo com o “The Independent”, 47 desses ataques e 17 das mortes ocorreram em 2017.

"A maioria dos ataques foi realizada por atores solitários com crenças nacionalistas de extrema direita ou antimuçulmanas", afirmou o relatório.

PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL
Participe do nosso grupo no WhatsApp