Quinta-Feira, 23 de Maio de 2019

Nova pista de bicicross pode receber nome do ciclista Max Mülling, falecido em 2011

Projeto de homenagem é do vereador Nilson Hachmann

Marechal Cândido Rondon

| 14/05/2019 | 17:45 | Assessoria
Nova pista de bicicross pode receber nome do ciclista Max Mülling, falecido em 2011 | Marechal Cândido Rondon
Max Mülling faleceu em 2011 | Foto: Cristiano Viteck
PUBLICIDADE

 O vereador Nilson Hachmann apresentou, ontem (13), o projeto de lei 14/2019, o qual pretende homenagear o ciclista Alfredino Max Mülling, ao denominar a nova pista de bicicross de Marechal Cândido Rondon com o nome do atleta. O novo espaço para a prática de bicicross no município está sendo construído no bairro Augusto. A obra está em fase final de execução.

Conforme o vereador, esta é uma homenagem justa a um dos maiores ciclistas da história de Marechal Cândido Rondon, que teve sua carreira esportiva interrompida de maneira trágica. “Com suas conquistas, inclusive em nível internacional, Max Mülling levava o nome da nossa cidade e servia de exemplo para as crianças e adolescentes”, afirma Nilson.

Alfredino Max Mülling nasceu em 02 de agosto de 1984, em Hernandárias, no Paraguai. Filho de Alfredo Mülling, nunca conheceu a mãe, que tão logo ele nasceu se separou e foi embora. Então, foi criado pelas tias e pelo primo Nilton Griep. Passou a morar em Marechal Cândido Rondon em 1986.

Profissionalmente atuou na indústria Tecsoft, empresa que ainda o patrocinava e muito o ajudava. Também foi militar, servindo no Exército em Guaíra.

Apaixonado por bicicletas, Max começou a competir no bicicross no ano de 2000. Atuou em várias categorias e conquistou muitos títulos. Foi-campeão Paranaense de Bicicross (2005, 2006 e 2008). O primeiro título estadual, inclusive, lhe rendeu a homenagem como Personalidade Esportiva do Prêmio Marechal em 2005.

A sua conquista mais importante foi o Campeonato Sul-Americano de Bicicross, em 2007.

Porém, um acidente de carro ocorrido em 07 de setembro de 2008 o deixou paraplégico. Na época, ele servia ao Exército e estava se deslocando para Guaíra, onde participaria do Desfile da Independência do Brasil.

Desde então, a saúde dele ficou debilitada e, em decorrências de complicações, Max faleceu em hospital de Toledo, em 13 de setembro de 2011.

O projeto de lei que denomina a nova pista de bicicross em homenagem a Max Mülling foi baixado para análise e parecer da Comissão de Justiça e Redação do Poder Legislativo e, em breve, será votado em plenário.


Quer receber as notícias mais importantes de Marechal no WhatsApp? Clique aqui

VEJA MAIS SOBRE Marechal Cândido Rondon
EM DESTAQUE
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
ENTRETENIMENTO E VARIEDADES
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL