Domingo, 22 de Abril de 2018

Núcleos Setoriais da Acimacar têm projetos aprovados em programa e receberão mais de R$ 1 milhão de investimentos

As propostas para concorrer aos investimentos do programa Empreender Competitivo 2017-2019 foram avaliadas pela (CACB) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae).

Marechal Cândido Rondon

| 22/12/2017 | 17:29 | Assessoria
Núcleos Setoriais da Acimacar têm projetos aprovados em programa e receberão mais de R$ 1 milhão de investimentos | Marechal Cândido Rondon
| Foto: Divulgação
RECOMENDAMOS

Quatro projetos apresentados pelos Núcleos Setoriais, vinculados à Associação Comercial e Empresarial de Marechal Cândido Rondon (Acimacar), para a Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), foram aprovados para receber investimentos de mais de R$ 1 milhão. 

As propostas para concorrer aos investimentos do programa Empreender Competitivo 2017-2019 foram avaliadas pela (CACB) e pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). 

Os Núcleos da Acimacar inscreveram o maior número de projetos do Paraná, nove no total. Os quatro aprovados são dos Núcleos de Gastronomia, Imobiliárias, Informática e Moveleiros. 

Os investimentos advindos do programa têm o objetivo de impulsionar os grupos que já estão em fase de autossustentabilidade. 

Dentre os projetos apresentados e aprovados estão missões e visitas técnicas, capacitações e melhorias de processos e gestão, planos de Marketing, cursos, workshops, palestras, consultoria para planejamento estratégico e outros. 

Para o presidente da entidade, Gerson Jair Froehner, os investimentos geram benefícios para as empresas que terão maior qualificação e profissionalismo a oferecer à região. “Os investimentos vão permitir que elevemos o nível das empresas nucleadas. Elas estarão mais preparadas, terão melhores serviços, atenderão melhor, a cidade como um todo ganha. Isso é o que queremos, tornar as empresas nucleadas referência em seus ramos”, frisa.

 O vice-presidente de Núcleos Setoriais da Acimacar, Eduardo Berndt, afirma que esse é o resultado de esforços associativistas e de um trabalho maduro. 

“Temos mais uma prova do nível da competência e habilidade dos Núcleos Setoriais em reunir atividades semelhantes, agindo como aliados, evidenciando que esse é o caminho. Eles entenderam que vão mais longe andando juntos, tanto em processos como em conhecimento. Quanto mais se doam às suas atividades mais ganham coletivamente. O Oeste está sendo privilegiado com esses investimentos”, destaca. 

Eduardo acredita que os investimentos possibilitarão avanços em um mercado competitivo em que é preciso, competência organizacional, habilidade suficiente e atitude positiva. “Esse é um ganho coletivo, e isso é associativismo, o segredo de qualquer negócio. A gente se serve sem perder as características individuais, juntos, cada um se mobiliza dando o seu melhor e recebendo o melhor. Creio que 2018 será um grande ano de crescimento desses setores”, acredita. 

Eduardo ainda lembra que todos os projetos apresentados possuem cunho coletivo para melhorar o respaldo dos grupos como um todo. 

O coordenador do Núcleo de Imobiliárias, Francisco Mosa Ribeiro, entende que os investimentos possibilitam a ampliação de mercado e a capacitação. “Eram centenas de projetos concorrendo, mas cremos que os nossos estavam bem estruturados, o que nos fez alcançar a aprovação. Acredito que ampliaremos nosso leque de atuação e chegaremos aos objetivos mais rapidamente. Hoje somos um Núcleo forte e persistente e agora vamos avançar mais.” 

Sandro Zastrow, coordenador do Núcleo de Moveleiros, está contente com a notícia e esperançoso em relação ao crescimento do setor. “Para nós que sonhávamos em receber esses investimentos será excelente. Temos muitas ideias e projetos, mas que por falta de recursos nem sempre é possível colocar em prática. Com certeza ampliaremos as oportunidades. Estamos ansiosos”, diz. 

Para o coordenador do Núcleo de Gastronomia, Marco Martini, a aprovação é uma coroação ao trabalho desenvolvido. “Estou muito feliz, isso reflete e coroa o trabalho do Núcleo nesse ano. Agora temos praticamente todo o planejamento para 2018 e 2019. O projeto é coletivo, mas a aplicação dele será individual com o intuito de trabalhar a realidade de cada empresa em forma de assessoria, tornado o resultado mais eficaz. Teremos muito trabalho nos dois próximos anos, mas esse era o objetivo”, frisa Marco. 

O nucleado e coordenador do projeto para o Núcleo de Informática Rondon-IT, André Dall Forno, afirma que a expectativa é que as empresas melhorem a qualidade, a gestão interna, o atendimento, consigam realizar mais visitas técnicas e outras ações. “Com tudo isso esperamos também expandir nosso mercado regionalmente e nacionalmente”, menciona. 

Em todo o país foram apresentados 245 projetos. No Paraná foram 30 enviados e seis aprovações, sendo quatro dos Núcleos de Marechal Cândido Rondon.

EM DESTAQUE
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Há 1 dia | FIQUE POR DENTRO!
Há 4 dias | Marechal Cândido Rondon
ENTRETENIMENTO E VARIEDADES