Sábado, 15 de Dezembro de 2018

Paraná investirá R$ 93 milhões em obras de saneamento de 20 cidades

Obras serão executadas pela Sanepar com recursos financiados pela Caixa Econômica Federal

Paraná

| 02/11/2017 | 07:28 | Assessoria
Paraná investirá R$ 93 milhões em obras de saneamento de 20 cidades | Paraná
| Foto: Catve
PUBLICIDADE
O governador Beto Richa e o ministro das Cidades, Bruno Araújo, anunciaram nesta quarta-feira (01) investimento de R$ 93 milhões na melhoria e ampliação dos sistemas de água e esgoto de 20 cidades paranaenses. As obras serão feitas pela Sanepar com recursos financiados pela Caixa Econômica Federal pelo programa Saneamento para Todos, que utiliza verbas do FGTS. O presidente da Caixa Econômica Federal, Gilberto Occhi, também participou da solenidade.

"O Paraná se destaca no Brasil pelos grandes investimento em saneamento que demonstram uma evolução clara na qualidade de vida da população. Os investimentos somam R$ 8 bilhões, sendo que R$ 4 bilhões já foram executados e outros R$ 4 bilhões estão programados para obras que estão em andamento e projetos para os próximos meses", afirmou o governador Beto Richa ressaltando que há obras de saneamento em todos os municípios sob concessão da Sanepar.

O governador destacou também que as obras da companhia em conjunto com ações de proteção ambiental do Estado garantiram 100% de balneabilidade no litoral do Paraná.
Esta é a segunda etapa do programa de investimento em saneamento no Paraná anunciado em março, que soma R$ 442,7 milhões. A primeira etapa envolveu R$ 362,3 milhões para obras em 22 municípios.

CREDIBILIDADE - O ministro das Cidades, Bruno Araújo afirmou que os recursos repassados ao Paraná são frutos da credibilidade conquistada pelo Governo do Estado nos últimos anos. "Só se consegue acessar uma quantia tão expressiva de recursos quem tiver credibilidade e competência e isso o Paraná conquistou muito bem, graças ao ajuste fiscal proposto. Hoje, seguramente, o Paraná é o estado mais equilibrado do Brasil", afirmou.

MUNICÍPIOS - Nesta etapa, as obras vão atender os municípios de Curitiba, Bela Vista do Paraíso, Ivaiporã, Londrina, Santo Inácio, São João do Triunfo, Agudos do Sul, Altônia, Pinhais, São José dos Pinhais, Imbituva, Itaperuçu, Prudentópolis, Campo Magro, Araucária, Almirante Tamandaré, Quatro Barras, Campo Largo, Itaperuçu e Mandirituba.
Na primeira fase, foram beneficiados Apucarana, Arapongas, Cândido de Abreu, Curitiba, Araucária, Fazenda Rio Grande, Guaíra, Laranjeiras do Sul, Rio Bonito do Iguaçu, Londrina, Nova Aurora, Ortigueira, Pinhais, São José dos Pinhais, Pinhão, Quedas do Iguaçu, Rolândia, Sabáudia, União da Vitória, Matinhos, Pontal do Paraná e Telêmaco Borba.

De acordo com o presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche, os recursos - da primeira e da segunda etapa - vão impactar cerca de 100 municípios garantindo o abastecimento de água mesmo em crises hídricas. "Trabalhamos para a universalização da água tratada. Enquanto 35 milhões de brasileiros não têm acesso à água tratada nas torneiras, os investimentos do Governo do Paraná garantem a qualidade da água qualquer situação", afirmou.

MELHOR DO BRASIL - A Sanepar foi eleita nesta terça-feira (31) pelo Programa Nacional de Qualidade de Saneamento como a empresa com os melhores índices de saneamento do país. O ministro das Cidades, Bruno Araújo destacou que a Sanepar é referência para o Brasil em governança e eficiência. "O Paraná prova que é possível fazer uma empresa pública de qualidade", disse.

CURITIBA - Na solenidade, também foram liberados R$ 98,6 milhões do Ministério das Cidades para obras em Curitiba. O repasse foi anunciado após reunião no mês passado, em Brasília, do prefeito Rafael Greca e do governador Beto Richa com o ministro Bruno Araújo e o presidente da Caixa, Gilberto Occhi. O dinheiro permitirá concluir o trecho da Linha Verde entre a rua Fagundes Varela e o trevo do Atuba, que exigirá recursos de R$ 74,9 milhões. A obra, conforme explicou o governador Beto Richa, começou em seu mandato como prefeito de Curitiba. "A esperada obra da Linha Verde será concluída", disse.

Outros R$ 9,2 milhões serão usados para construção do terminal do Tatuquara e reforma do terminal da Vila Oficinas. Já a trincheira na Avenida Nossa Senhora Aparecida com a Mário Tourinho terá recursos de R$ 14,5 milhões. As licitações já estão autorizadas.

"A Licitação para a Linha Verde já está autorizada e as obras no trecho que já estamos executando serão concluídas no aniversário de Curitiba de 2018 e o novo trecho na mesma data em 2019", informou o prefeito Rafael Greca.

Além dos recursos para as obras, foram liberados cerca de R$ 60 milhões para pavimentação de 50 km de estradas da capital. "A cidade tem cerca de 4 mil quilômetros de vias e vamos agregar asfalto novo em cada uma delas", garantiu Greca. "Vem aí um ano de grandes obras de mobilidade", disse.

Quer receber as notícias mais importantes de Marechal no WhatsApp? Clique aqui

EM DESTAQUE
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Há 3 horas | FIQUE POR DENTRO!
ENTRETENIMENTO E VARIEDADES
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL