Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018

Projeto do SAAE rondonense recebe Prêmio Gestor Público Paraná

A cerimônia aconteceu na Alep na noite de terça-feira (21).

Marechal Cândido Rondon

| 23/11/2017 | 16:13 | Assessoria
Projeto do SAAE rondonense recebe Prêmio Gestor Público Paraná | Marechal Cândido Rondon
| Foto: Divulgação
PUBLICIDADE

Aconteceu na noite de terça-feira (21), a premiação aos projetos vencedores do V Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR) durante cerimônia na Assembleia Legislativa do Estado do Paraná (Alep). A premiação é a última fase do Prêmio, que neste ano recebeu 137 inscrições e teve como tema Saneamento Básico: Essencial para uma Vida Saudável.

O projeto de Cisternas Rurais Coletoras de Água da Chuva do SAAE de Marechal Cândido Rondon esteve entre os projetos selecionados do V Prêmio Gestor Público Paraná (PGP-PR), no quesito Saneamento Básico e recebeu Certificado de Reconhecimento. Na oportunidade, receberam a comenda o Prefeito Marcio Rauber, o Deputado Estadual Elio Lino Rusch, o Diretor do SAAE Dieter Seyboth e o idealizador do projeto servidor do SAAE Fábio Alexandre Regelmeier.

O Prêmio Gestor Público – PGP foi criado pelo Sindafep em 2013 com o objetivo de estimular os gestores municipais a desenvolverem projetos que beneficiem a população paranaense e já apresentou muitos resultados positivos.

Cisternas Rurais

O Projeto Piloto de Cisternas Coletoras de Água da Chuva, em propriedades rurais de Marechal Cândido Rondon, contemplou 3 três propriedades rurais localizadas na Linha Eldorado, Linha Ajuricaba e no distrito de Iguiporã, as quais possuíam problemas com abastecimento de água. Nesse sentido, o projeto foi desenvolvido pelo SAAE, Itaipu Binacional e contou com o apoio da Copagril e, tem como objetivo apresentar uma nova opção de segurança hídrica e sustentável para as propriedades rurais do município.

O projeto de cisternas rurais consiste na implantação de um sistema de captação de água da chuva instalado nos telhados das construções das propriedades (aviário e granja de suínos), utilizando-se calhas e encanamentos, que conduzem a água da chuva a um pré-filtro para a limpeza. A água da chuva passa por um sistema de filtragem composto por três estágios, visando principalmente à remoção das impurezas contidas na água. Após passar pelo sistema de filtros, a água coletada é armazenada em um depósito enterrado, a chamada “cisternas”, que é revestida e cobertas com manta de polietileno de alta densidade PEAD, com capacidade para 500 mil litros de água.

Vantagens das Cisternas Rurais.

-Combate à escassez de água em períodos de estiagem;

-Reduz o consumo de água potável na propriedade, e o custo de fornecimento da mesma; -Evita a utilização de água potável onde esta não é necessária, como por exemplo, na lavagem de piso na suinocultura e avicultura, irrigação de hortas e jardins, etc, desonerando o abastecimento público;

-Apresenta a conveniência do suprimento (captação) acontecer no próprio local ou próximo do local de consumo;

-Contribui para uma melhor gestão e distribuição de águas nas regiões de produção intensiva de suínos e aves;

-É de fácil manutenção, e possui tecnologias disponíveis flexíveis e adaptáveis a diferentes terrenos e propriedades;

-A água captada possui qualidade aceitável, principalmente se captada nos telhados; -Contribui com a conservação de água, a autossuficiência e a uma postura ambientalmente correta perante os problemas ambientais existentes no meio rural.

O projeto-piloto de cisternas em propriedades rurais contou com o investimento de R$ 23.443,00 mil, da Itaipu Binacional, e R$ 17.356,00 do SAAE, tendo como valor total R$ 40.800,00 mil. Esse projeto possui repercussão nacional e internacional, e por conta disso inúmeras visitas estão sendo feitas as propriedades rurais contempladas.



Quer receber as notícias mais importantes de Marechal no WhatsApp? Clique aqui

VEJA MAIS SOBRE Marechal Cândido Rondon SAAE
EM DESTAQUE
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
ENTRETENIMENTO E VARIEDADES
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL