Domingo, 22 de Julho de 2018

Seis pessoas já se feriram com fogos de artifício no Estado

O Hospital de queimados de Curitiba fez um alerta à população para que tomem cuidado com os artefatos...

Paraná

| 29/12/2017 | 09:51 | Bem Paraná.
Seis pessoas já se feriram com fogos de artifício no Estado | Paraná
| Foto: Bem Paraná.
RECOMENDAMOS

Desde o dia 20 de dezembro, seis pessoas deram entrada no Centro Cirúrgico de Queimados (CCQ) do Hospital Universitário Evangélico de Curitiba (HUEC) por causa de acidentes envolvendo fogos de artifício. Este é um dos principais atendimentos nesta época do ano, causados normalmente pelo mal uso dos artefatos. Por isso o hospital faz um alerta, já na virada do ano é comum um aumento ainda maior de acidentes. Dos seis casos graves atendidos, um permanece internado.

As festas de fim de ano alteram o perfil do paciente que sofre queimaduras e que precisa receber atendimento especializado no HUEC. Enquanto na maior parte do ano, as causas são de acidentes domésticos e de trabalho, o período entre Natal e Ano Novo, a exemplo das festas juninas, concentra principalmente ocorrências com pacientes que se acidentaram ao manusear material pirotécnico, usado para comemorar o período natalino ou da passagem de ano.

“Somos totalmente contrários ao manuseio de fogos de artifício. Não somos contra assistir ao espetáculo, mas quem vai se envolver com isso deve obedecer procedimentos, como contratar um profissional ou se posicionar a uma distância segura do pavio na hora de acender o artefato. O que não pode é querer utilizar o material na mão, pois é quando a maioria das explosões ocorre e os ferimentos ou mortes acontecem”, afirma o cirurgião plástico José Luiz Takaki, que trabalha no CCQ do Hospital Evangélico.

O que fazer em caso de acidente
Em caso de acidente, os primeiros socorros no local da ocorrência devem seguir alguns procedimentos. Se a pessoa tiver a roupa em chamas, deve tentar rolar no chão para apagá-las
No caso de ferimento na pele, a orientação é para evitar aplicar qualquer medicamento por conta própria. Isso pode agravar a situação. A intervenção emergencial deve se concentrar na colocação no local do ferimento de uma toalha úmida com água fria (evitar água gelada).

A água ajuda a esfriar o local machucado e a impedir que o ferimento se agrave. A toalha deve permanecer no local do ferimento, fixada com curativo, até a chegada ao hospital para o atendimento profissional

Sociedade Protetora faz plantão no feriado

A Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba (Spac) estará aberta ao público das 9 as 12 horas de 30 de dezembro a 1º de janeiro. E faz um apelo para as pessoas cuidarem de seus animais, ainda mais porque na virada de nao são comuns os estouros de fogos de artifício em todas as regiões da Capital. “Mais um fim de ano se aproxima e mais uma vez enviamos nossos pedidos de cuidados com os animais devido a utilização intensa de fogos de artifício neste período”, diz comunicado do Spac.

“Muito cuidado com os animais em sua residência. Devem ser mantidos em local onde se sintam seguros e estejam seguros.  Durante a queima de fogos na virada do ano principalmente, os animais podem sofrer acidentes se enforcando em correntes, ficando presos em grades e outros”, continua o comunicado. Da mesma forma, animais soltos nas ruas podem acabar atropelados ao fugirem. 

EM DESTAQUE
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Há 15 horas | FIQUE POR DENTRO!
ENTRETENIMENTO E VARIEDADES