Terça-Feira, 16 de Outubro de 2018

Vítimas da tragédia em creche de Janaúba estavam em festa do Dia das Crianças

Tragédia na quinta-feira causou comoção no Brasil

Minas Gerais

| 06/10/2017 | 12:56 | Jornal Estado de Minas
Vítimas da tragédia em creche de Janaúba estavam em festa do Dia das Crianças | Minas Gerais
| Foto: Catve
PUBLICIDADE
Seria dia de pula-pula e outras brincadeiras, parte dos preparativos para a comemoração do Dia das Crianças. Mas, em vez da festa, tornaram-se personagens de uma tragédia que nunca mais sairá da memória da cidade.

Às 9h30min, o vigilante Damião Soares dos Santos, de 50 anos, entrou na creche e, usando gasolina, ateou fogo à sala onde os alunos estavam. Além das cinco crianças mortas no incêndio, das mortes do próprio vigia e de uma professora, outras 21 crianças e duas educadoras precisaram de atendimento, muitas delas em estado grave.

A tragédia parou Janaúba, cidade de 71 mil habitantes, distante 560 quilômetros de Belo Horizonte). As vítimas inicialmente foram levadas para o hospital regional do município e para o Hospital Fundajan. Para prestar socorro, foram convocadas equipes do Samu e médicos de municípios vizinhos. A cidade também teve um grande movimento com a chegada e partida de helicópteros e aviões das polícias Militar e Civil e do Corpo de Bombeiros, que transferiam feridos com quadros mais graves para hospitais de Montes Claros e da capital.

As vítimas da tragédia estavam em uma sala de cerca de 40 metros quadrados na Creche Criança Inocente, adaptada em uma casa no Bairro Rio Novo. Segundo testemunhas, às 9h30min Damião chegou à creche e, como era conhecido, passou facilmente pelo portão de entrada, com uma mochila nas costas, sem gerar desconfiança. Ele se dirigiu até a diretora da unidade, que estava em sua mesa de trabalho, adaptada na mesma sala onde se encontravam as crianças em atividade de recreação.

Damião fez algumas perguntas à diretora sobre o seu afastamento temporário do serviço. De repente, abriu a mochila e retirou de dentro dela um pote usado para a venda de sorte, que estava cheio de gasolina. Imediatamente, começou a espalhar o combustível em direção às crianças e pela sala. Na sequencia, ateou fogo. As chamas se espalharam rapidamente, sem que as crianças conseguissem escapar.

Quer receber as notícias mais importantes de Marechal no WhatsApp? Clique aqui

EM DESTAQUE
ÚLTIMAS NOTÍCIAS
ENTRETENIMENTO E VARIEDADES
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL