Segunda-Feira, 23 de Setembro de 2019 Fale Conosco Redação: (45) 9.9801-2350

Câmara realiza sessão solene em homenagem ao maestro Gerson Giese

HOMENAGEM | 16/08/2019 | 15:08 |
| Fotos: Divulgação |
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O regente Gerson Daniel Giese será homenageado nesta sexta-feira (16) pelo Poder Legislativo de Marechal Cândido Rondon. Em sessão solene marcada para 19h30, no auditório da Acimacar, ele receberá Medalha de Honra ao Mérito em reconhecimento aos relevantes serviços prestados ao setor cultural do município, como regente de corais.

A autoria da entrega de honraria é dos vereadores Arion Nasihgil, Josoé Pedralli e Ronaldo Pohl.

Em Marechal Cândido Rondon, Gerson iniciou como regente de coral em 2013, a convite da Secretaria Municipal de Cultura. A primeira turma contou com 60 adolescentes e jovens que nunca haviam cantado em um coral.

Depois de quatro anos atuando como um projeto da Prefeitura, em fevereiro deste ano o coro se desmembrou da Secretaria de Cultura. Hoje ele é projeto independente, que se mantém com o apoio de empresas, apoio de familiares dos cantores, doações e campanhas. Nesta nova etapa, pela primeira vez um coro juvenil na região teve o recorde de 120 participantes, matriculados em março de 2018 no Canta Marechal.

O maestro Gerson sente orgulho em poder trabalhar com aquilo que tanto gosta na cidade que tanto ama. Relata que encontra aqui não só excelentes cantores, mas um público que gosta muito da arte do canto coral”, afirmaram os vereadores autores no requerimento que concede a Medalha de Honra ao Mérito.

Filho do pastor Bruno Giese e de Erni Rode Giese, o regente é natural de Toledo, mas mudou-se para Marechal Cândido Rondon aos cinco anos. Aos sete, iniciou os estudos de piano erudito na Escola de Música Carlos Gomes, que na época funcionava junto ao Colégio Rui Barbosa. Estudou teoria musical, pedagogia e história da música neste mesmo conservatório, onde participou de inúmeros recitais.

Em 2003, a pedido de alunos de teclado e piano, em Entre Rios do Oeste, onde ministra aulas até hoje, iniciou um coro juvenil com adolescentes. O projeto chegou em 2008 a Pato Bragado; em 2009 em Nova Santa Rosa e em 2013 em Marechal Candido Rondon. Juntas, estas cidades formam o Movimento Coral Juvenil no Oeste do Paraná.

Ele envolve mais de 250 pessoas de 11 a 20 anos, todos em projetos corais ligados às Prefeituras, com exceção de Marechal Cândido Rondon, ligado à Associação de Arte e Cultura.

O Movimento Coral Juvenil, marca idealizada e coordenada pelo maestro, tem hoje eventos exclusivos realizados anualmente, como o Acampa Corais, o Sarau In Concert, o Encoro e Intercoros. Além destas atividades, ocorrem espetáculos locais, homenagens, jantares e “flashmobs”.

O movimento tem sido objeto de estudo e exemplo para outros regentes, que buscam organizar projetos corais parecidos em outros Estados do Brasil.

Com Assessoria – Por Cristiano Viteck 

PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL