Segunda-Feira, 23 de Setembro de 2019 Fale Conosco Redação: (45) 9.9801-2350

Porto de Paranaguá vai modernizar o Corredor de Exportação

CORREDOR DE EXPORTAÇ&At | 16/08/2019 | 08:05 |
Governador Ratinho Junior autorizou a abertura da licitação do projeto básico das obras. A iniciativa vai aumentar a capacidade de exportação e atender a crescente demanda do agronegócio do Estado. | Fotos: Gilson Abreu/AEN |
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá, sistema por onde são movimentados grãos e farelos, será remodelado e modernizado para atender à crescente demanda do agronegócio paranaense. A estrutura foi construída ainda na década de 1970. Nesta quinta-feira (15), o governador Carlos Massa Ratinho Junior esteve em Paranaguá e autorizou a licitação do projeto básico das obras.

Ele destacou que, quando concluída, a modernização vai aumentar em 40% a capacidade de exportação do Porto de Paranaguá. “Dará velocidade enorme às operações de embarque. O agronegócio paranaense tem dobrado de tamanho a cada dez anos e o Porto de Paranaguá, que é o grande exportador de grãos na América do Sul, tem que acompanhar o crescimento da produção”, disse o governador.

No evento, realizado na sede administrativa da empresa pública Portos do Paraná, Ratinho Junior também anunciou o ingresso da administração portuária no Pacto Global da ONU e lançou o serviço de Certidão Negativa de Débitos online e o concurso para o projeto de um prédio turístico. O governador também fez a chamada servidores aprovados nos concursos públicos realizados em 2016 e 2017.

O governador lembrou que nesta semana o Paraná se tornou o primeiro Estado do Brasil a receber autonomia para administrar contratos de exploração de áreas dos portos organizados. Segundo ele, a independência comprova o alto nível técnico dos Portos do Paraná.

GANHO OPERACIONAL — Segundo o diretor-presidente dos Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia, com a modernização, o complexo vai otimizar o ganho operacional do porto. “Isso significa a diminuição do custo da cadeia logística. Os portos do Paraná passam a ser muito interessantes e mais eficientes para os produtores”, explicou.

Para o secretário de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, o Governo do Estado investe em todos os modais para diminuir os custos logísticos e facilitar o escoamento da produção paranaense. “Já temos um alto grau de eficiência em exportação, que será ampliado ainda mais. Uma boa notícia para os produtores e para todos os paranaenses”, disse.

PRODUTIVIDADE - O projeto básico para as obras de repotenciamento do Corredor de Exportação será a base para o projeto executivo e as obras que aumentarão a capacidade de embarque de grãos e farelo pelos três berços exclusivos do Corredor em 33%. Maior produtividade significa menor tempo de operação, maior rotatividade das embarcações e menor custo para toda a cadeia.

O objetivo do investimento é desenvolver um novo sistema, de modo que a atual produtividade, de 3 mil toneladas/hora, por berço, passe a 4 mil toneladas/hora. Para isso, o projeto prevê seis novas correias transportadoras e a aquisição de novos equipamentos eletromecânicos.

Além de ganhar mais potência e produtividade, o Corredor de Exportação passará a operar com melhores práticas ambientais e alcançar maior segurança operacional e de trabalho. As novas correias serão enclausuradas, ou seja, protegidas de modo a evitar perdas na carga, sujeira da cidade e prejuízo à qualidade do ar e ao meio ambiente como um todo, pelo pó. No mesmo projeto estão previstas todas as obras necessárias para que o Corredor de Exportação opere em plena capacidade.

SERVIDORES – O governador também assinou a convocação de 31 novos servidores, aprovados nos concursos públicos realizados em 2016 e 2017. Serão chamados 28 novos agentes portuários assistentes administrativos, dois agentes administrativos de segurança, três técnicos portuários e um analista de comunicação social.

MIRANTE – O evento marcou, ainda, o lançamento do concurso de projetos de arquitetura para a construção do mirante para visitação turística no Porto de Paranaguá. Com premiação de R$ 50 mil, os projetos devem prever um Centro de Convivência para a família do caminhoneiro que opera na faixa portuária, mirante e receptivo turístico.

CND ONLINE – Agora é possível que operadores e prestadores de serviços portuários emitam a Certidão Negativa de Débitos pelo site www.portosdoparana.pr.gov.br. O lançamento do serviço, que permite a impressão do documento de forma gratuita, deve facilitar o acesso dos agentes marítimos ao AppaWeb, sistema de informações dos Portos do paraná.

PRESENÇAS – Participaram do evento os secretários da Agricultura e Abastecimento, Norberto Ortigara, e da Infraestrutura e Logística, Sandro Alex; os deputados estaduais Gilson de Souza, Alexandre Curi e Nelson Justus, os prefeitos de Paranaguá, Marcelo Roque; de Matinhos, Ruy Hauer; Guaraqueçaba, Ariad Junior, e Antonina, José Paulo Vieira Azim.

 Com AEN 
PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL
Participe do nosso grupo no WhatsApp