Terça-Feira, 16 de Julho de 2019 Fale Conosco Redação: (45) 9.9800-7080

Universidade australiana oferece bolsa para doutorado em heavy metal

Mundo | 10/07/2019 | 07:59 |
Ozzy Osbourne, em 2009 | Fotos: AP Photo/Henny Ray Abrams |
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Universidade de Newcastle, na Austrália, anunciou uma vaga de bolsa de estudo que é o sonho de muita gente: uma oportunidade para estudar o Heavy Metal e tornar-se doutor no assunto. 

A instituição de ensino vai oferecer três bolsas de doutorado diferentes, duas para australianos e uma para alunos estrangeiros, cada uma no valor de cerca de R$ 73 mil por ano, para estudar a antropologia de várias culturas marginais da sociedade. Os temas a serem estudados são Falta de Moradia e Ajuda MútuaGeografia VeganaAbandono Escolar e as Possibilidades da Infância e Geografia do Heavy Metal.

O grupo que lidera o programa de estudos é Geografias Anarquistas. Segundo eles, as novas teses querem mostrar que “embora cenas únicas tenham se desenvolvido por todo o mundo, a massa de bandas de heavy metal nasceu em países do hemisfério norte. A Austrália está posicionada nessa evolução global, e deve a sua conexão história para o Reino Unido e suas culturas compartilhadas com seu colonizador original. Dirigida pelo coração da cultura do heavy metal, a Austrália desenvolveu sua aproximação de modo pessoal e único, produzindo várias bandas relevantes.”

O projeto do estudo já foi desenvolvido, e apresenta sete perguntas centrais a serem respondidas sobre o heavy metal: “quais temas as letras de bandas de metal australiana adotaram? São culturais e geograficamente únicas do Continente ?; “Qual é a relação entre a evolução cultural do heavy metal na Austrália e o colonialismo?”; “O heavy metal australiano é um fenômeno majoritariamente branco? Qual foi a resposta para a diversidade na cena?”; “Como o gênero é visto dentro da cena do metal na Austrália?”; “Qual é a reputação que os fãs de metal têm dentro do contexto australiano? Isso impacta no tipo de espaços que os fãs querem utilizar?”; “Como a geografia do país, comparada a outras cenas. contribuiu ou atrapalhou sua aceitação cultural?” e “O que existe no heavy metal australiano que o torna tão distintivo?”

Simon Springer, diretor do curso de Geografia Humana na Universidade de Newcastle, disse que “o que levou para isso é que recentemente me mudei do Canadá para assumiu um posto aqui, e como parte da negociação para eu aceitar o trabalho, foi que pedi uma bolsa para ter dois alunos de doutorado trabalhando comigo. Eu não acho que a Universidade espera uma grande descoberta disso, e provavelmente nem liga pro que eu vou fazer, desde que faça algo.” 

“Então, basicamente, eu tive carta branca para escolher as pessoas e trabalhar em áreas de interesse pessoal. Como um fã de metal durante toda a vida que recentemente começou a estudar o assunto, achei que seria um bom começo para aproximar a minha pesquisa. E claro, quando eu era estudante, ia adorar que alguém me disesse que estudar o heavy metal é academicamente válido.” 

PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
INSCREVA-SE NA NOSSA NEWSLETTER E RECEBA AS PRINCIPAIS NOTÍCIAS POR E-MAIL
Participe do nosso grupo no WhatsApp